Governo de Andradina inicia projeto de fortalecimento da agricultura familiar

Fonte: Secom/Prefeitura, em22/06/2018

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

A primeira reunião do SICA (Sistema de Comercialização Agrária de Andradina) aconteceu na tarde desta quinta-feira (21), com o auditório da Câmara Municipal lotado de representantes da agricultura familiar.


O projeto do Governo de Andradina é uma parceria das Secretárias de Desenvolvimento Agrário e de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda. O principal debate do dia é a apresentação do Mapa do Sistema de Comercialização de Andradina e a implantação do Núcleo de Apoio à Comercialização, que antecede o funcionamento da Central de Comercialização e Distribuição de Alimentos.


Participaram das discussões além das famílias, o secretário de Desenvolvimento Agrário, Fernando Magno, de Desenvolvimento Econômico, Hugo Zamboni, o representante do Timboré, Marcelino Caffeu, e do Assentamento Belo Monte, Joana Aparecida Rocha.


A ideia é que produtores e compradores tenham uma relação direta e fortalecer o comércio agrário no município. A equipe da Secretária de Desenvolvimento Agrário fez o cadastro de todos os produtores dos quatro assentamentos do município: Timboré, Josué de Castro, Belo Monte e Arizona. Também foram cadastrados supermercados e mercearias para que as compras semanais entrem para o mapa de comercialização da cidade.


“Para organizarmos a produção precisamos saber o tamanho do consumo, a demanda, a diversificação necessária, então esse levantamento começa a nortear por onde devemos começar. Aproveitamos para ouvir de quem compra o porquê da dificuldade de comprar de quem produz localmente e esse é um debate que travaremos com os produtores”, comenta Magno.


Há também a proposta de implantação do NAC (Núcleo de Apoio à Comercialização) para facilitar a comunicação entre produtores e seus produtos disponíveis e compradores de forma diária.


“Na próxima semana teremos uma reunião com os supermercados, mercados quitandas e mercearias para também apresentarmos nosso projeto, explicar o funcionamento do NAC, e dar início a esse diálogo construtivo”, complementa Fernando Magno.


Segundo explica Zamboni estão sendo integrados diversos setores, como a Associação Comercial de Andradina para a melhoria e expansão do comercio agrário da cidade.

Compartilhar:

Veja Mais