Encontro de Folia de Reis mantém viva raízes culturais regionais

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em30/01/2018

Sábado foi dia de homenagear os três Reis Magos . Foto: Divulgação/Prefeitura

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

Conhecer e preservar na memória as raízes culturais regionais de um povo é fundamental para a cidadania. Foi em clima de festa e resgate de identidade que o Governo de Andradina realizou no último sábado (27) o tradicional Encontro de Bandeiras de Folias de Santos Reis organizado pela Secretaria de Cultura.

Seis companhias passaram pelos três arcos até chegarem ao altar do menino Jesus em homenagem aos bem-aventurados Melchior, rei da Pérsia; Gaspar, rei da Índia, e Baltazar, rei da Arábia, os Santos Reis.

“Celebramos uma manifestação popular que é passada de geração para geração. Aqui vemos a importância da participação da comunidade para manter esse patrimônio artístico e cultural”, comentou a prefeita Tamiko Inoue durante a abertura do evento.

O público pode acompanhar a apresentação dos grupos Romeiros de Belém, Unidos de Belém, Herdeiros de Belém, Canarinhos de Belém, Nascimento do Menino Jesus e Estrela Guia (convidada da cidade de Mirandópolis).

Segundo explica o secretário de Cultura, Fabrício Carvalho, os grupos contam com apoio do Governo de Andradina para realizar suas caminhadas, as festas de chegada das bandeiras, trocar fardamentos, reparar instrumentos e participar do Encontro de Bandeiras de forma mais organizada.

O trabalho também vem da Secretaria de Promoção Cidadania e Direitos Humanos e a Coordenadoria de Promoção à Igualdade Racial, que apoiam os foliões que desde janeiro caminham pelos bairros da cidade, por sítios e até municípios vizinhos.

O secretário de Desenvolvimento Agrário, Fernando Magno, que também participa da organização do evento, ressalta que a Folia de Reis é uma forma do Governo de Andradina de garantir a manifestação da tradição, vencendo as intolerâncias, reconhecendo a expressão e dando visibilidade as companhias.

Compartilhar:

Veja Mais