Jamil colocou Andradina entre as mais desenvolvidas do Brasil; confirmam revistas Época e Exame

Fonte: Redação, em08/07/2018

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

Andradina é a 32º cidade mais desenvolvido do Brasil segundo índice Firjan com destaques para Educação e Saúde

Andradina é a 32º cidade mais desenvolvido do Brasil. O que todo mundo confirma no dia a dia foi autenticado em matérias divulgadas pelas revistas Época e Exame: o Efeito Jamil Ono.

Onde Jamil trabalha, ele transforma a realidade e muda a vida das pessoas. Jamil carrega consigo a boa administração com austeridade, transparência e eficiência, qualidades necessárias para um gestor público. O ex-prefeito revolucionou a máquina administrativa e elevou o município de Andradina a patamares jamais alcançados.

As revistas de destaques nacionais estamparam o que revela o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) divulgado na quinta-feira (28) com dados de 2016, último ano da gestão Jamil, de Emprego e Renda, Saúde e Educação de 5.471 municípios brasileiros.

O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal varia de 0 a 1: quanto mais próximo de 1, melhor é o desenvolvimento da cidade. Andradina teve média 0,86, sendo o destaque em Educação (0.96) e Saúde (0,92), próxima do índice máximo.
Na Educação, a Firjan analisa dados como número de matrículas na educação infantil, o número de professores com ensino superior, a média de aulas diárias e o resultado do Ideb no ensino fundamental. O índice Saúde é calculado, por sua vez, com base no número de consultas pré-natal, óbitos por causas mal definidas, óbitos infantis por causas evitáveis e número de internações sensíveis à atenção básica (ISAB).

Outro ponto também analisado é o do Emprego e Renda, que leva em conta o quanto a cidade gera de empregos formais, sua capacidade de absorver a mão de obra local, quanto de renda formal é gerada, os salários médios e a desigualdade social.

Em outubro de 2017, o TCE/SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) já havia divulgado o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), criado para avaliar a eficiência dos gastos públicos das cidades, em 2016.

Andradina foi avaliada como Gestão "Muito Efetiva", ou seja, soube fazer os investimentos necessários com o melhor uso possível dos recursos da cidade. Para a composição desse índice, o Tribunal avalia quesitos como Educação, Saúde, Planejamento, Gestão Fiscal, Meio Ambiente, Defesa Civil e Tecnologia da Informação.

O Tribunal também aprovou os 8 anos de sua administração, tronando Jamil o único gestor municipal da história a ser reeleito ao ter todas as contas aprovadas pelo TCE/SP.

Andradina de Jamil também avançou em vários índices como o do instituto IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal), onde o município avançou 500 posições em sua gestão. Com Jamil, Andradina também foi apontada pela revista Exame como uma das melhores cidades para se viver com Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (Instituto de Longevidade Mongeral Aegon / Fundação Getúlio Vargas), onde o município figura entre as 40 melhores cidades do país (De 50 mil e 100 mil habitantes), para se envelhecer.

Compartilhar:

Veja Mais