asolina e Diesel podem ficar até R$ 3 mais baratos

Jornal Contábil, em27/01/2022
Photo by Andrea Piacquadio from Pexels

Photo by Andrea Piacquadio from Pexels

 Os combustíveis no ano de 2021 sofreram com grande alta nos preços impactados diretamente pela alta inflação. 

O preço médio da gasolina comum subiu para 44,3%, enquanto o do diesel teve uma alta de 44,6% nos postos de combustíveis do país no ano passado. Dados esses divulgados pela própria Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Estando ciente desse ponto não é difícil encontrar a gasolina a valores próximos de R$ 7 em diversas regiões do país, todavia, já imaginou se a gasolina tivesse um retrocesso nos seus preços podendo voltar a custar algo próximo a R$ 4 ainda em 2022?

Tanto o Senado Federal quanto o Congresso trabalham em projetos que podem criar um fundo com os lucros obtidos pelo governo com a alta excepcional do dólar e do petróleo, com um objetivo simples de reduzir o preço dos combustíveis, tornando-os mais acessíveis e condizentes com a realidade econômica dos consumidores.

A possibilidade vem sendo estudada e a redução ocorrerá por meio de um pacote de subsídios que pode trazer uma redução de até R$ 3 nos preços do diesel e da gasolina. Os subsídios impactaram também nos preços do Gás liquefeito de petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha, que poderá ter uma redução de até R$ 20 para o botijão de 13 kg.

A medida já está sendo tratada e isso pode se tornar realidade nos próximos 40 dias, assim que o poder Executivo ou a Presidência da República dê o aval para a aprovação da medida.

Compartilhar:
Facebook Tweet

Veja Mais