Andradina: Reclamações sobre pontos escuros podem ser feitos via Whatsapp

Da redação com Assessoria de Imprensa, em26/05/2021
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Agora o morador de Andradina que necessitar de serviços relacionados à iluminação pública poderá faz a comunicação via Whatsapp pelo número (18) 99748-7850. 

“O número está a disposição da população todos os dias durante a semana até as 17 horas para ligações e mensagens via Whatsapp até as 22 horas”, disse o Diretor de Segurança Pública, André Lima Augusto.

Lima Augusto salienta que para tornar mais eficiente a utilização deste número, as comunicações tem que ser realizadas até as 17 horas para que a ordem de serviço seja acionada no próximo dia de serviço. Ele também explica todas as relações recebidas são averiguadas e resolvidas em até 48 horas.  “Toda vez que detectar problemas com a iluminação pública para que o serviço seja executado com rapidez pelas duas empresas terceirizadas é preciso informar todos os dados do local, com endereços e pontos de referência. Quanto maior o número de informações, mais fácil é a identificação do endereço do ponto de iluminação para resolução do problema”, explicou.

O número é exclusivamente para demandas de manutenção, ou seja, troca de lâmpadas quebradas ou queimadas. O serviço não é destinado ao pedido de novos pontos de ligação, que é de responsabilidade da concessionária de Energia Elétrica. A população também pode informar os pontos onde as lâmpadas ficam constantemente acesas. Isso evita o desperdício e impede o gasto desnecessário com trocas de lâmpadas.


Reclamações
 
Antes de completar uma semana do novo sistema de manutenção da rede de iluminação pública da Prefeitura de Andradina, já foram recebidas 60 notificações de falhas na rede. A suspeita é que a que a iluminação pública de Andradina estava sendo sabotada, ou por vândalos ou por algum interesse.

“Nas ultimas semanas o número de reclamações diminuiu vertiginosamente. Reforçamos a fiscalização e pedimos ajuda da população para que ajude a denunciar pessoas que possam estar prejudicando o sistema de iluminação, que representa a segurança da população”, disse Lima Augusto.

Compartilhar:
Facebook Tweet

Veja Mais