Andradina acaba com verba para viagem de vereadores

Da redação, em24/02/2021

Ganhe R$ 450 em cápsulas de café na compra da sua máquina Nespresso

A Câmara de Andradina aprovou, na noite desta segunda-feira (22) um Projeto de Resolução que acaba definitivamente com as diárias de viagem dos vereadores, assessores e servidores da Câmara Municipal. O TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) vem fazendo apontamentos há algum tempo sobre as diárias de viagem. A cobrança do órgão fiscalizador, inclusive, havia sido reforçada em reunião realizada no mês de janeiro entre o presidente do Poder Legislativo local, Helton Rodrigo Prando (PRTB) e o diretor do TCE, Valdir Martino. As informações são da Folha da Região de Araçatuba. 

Na oportunidade, Martino expôs todas as dificuldades que o Tribunal tem encontrado em Andradina e quais deveriam ser as principais mudanças. “A Câmara de Andradina tem um histórico de pagamentos de viagens e diárias de vereadores e assessores que são apontados todos os anos, o qual julgamos irregular, parece uma cultura de Andradina, tem alguns problemas que parecem crônicos e necessitam urgentemente de regularização” afirmou Martino, no encontro. PROVIDÊNCIA Devido a esta reunião com o Tribunal de Contas, a Mesa Diretora tomou providência imediata e apresentou o Projeto de Resolução. O presidente Helton Rodrigo Prando explica que, “o processo de economicidade é de extrema importância e nós temos que cumprir as determinações do Tribunal de Contas do Estado.

Acredito que todos os vereadores estão unidos por um só ideal que é colocar Andradina em uma posição melhor.” Votaram a favor do Projeto de Resolução, além do presidente da Câmara Municipal Coxinha Prando (PRTB), Jonílcio Avelino da Silva (Avante), Eloá Pessoa (PSB), Professor Luzimar Rodrigues da Silva (PSB), Guto Marão (PP), Guilherme Pugliese (PSDB), Lucas Lopes (PSDB), Hugo Zamboni (Patriota), Fabrício Mazotti (Podemos) e Elaine Vogel (PSD). Os vereadores contrários ao Projeto de Resolução foram Sérgio Santaela (DEM), Hernani da Bahia (Podemos), Rodarte dos Anjos (PDT) e João Máximo (Rede). O vereador Sérgio Faustino (PL) esteve ausente da sessão ordinária devido ter passado por um procedimento cirúrgico no último final de semana.

ECONOMIA

Andradina tem se destacado neste início de ano por causa dos diversos cortes nos gastos dos serviços públicos. O prefeito Mário Celso Lopes (PSDB), na primeira semana, resolveu doar todo seu salário para entidades beneficentes e também dispenso o uso de carro oficial para trabalhar diariamente e também viajar. Para estes deslocamentos, tem usado carro próprio. Nas viagens para cidades mais longe, como São Paulo e Brasília, usa o próprio avião.

Os secretários municipais de Andradina deverão usar, preferencialmente, ônibus por aplicativo para viagens oficiais, principalmente para São Paulo. A recomendação é do prefeito Mário Celso Lopes (PSDB), que tem ido trabalhar com o próprio carro e usado seu avião particular para deslocamentos oficiais para outras cidades. Para os deslocamentos, os secretários poderão usar o Buser, que é um aplicativo que funciona como o Uber, onde uma viagem de Andradina a São Paulo, custa cerca de R$ 150.


Compartilhar:
Facebook Tweet

Veja Mais