Cinco fundamentos para o sucesso de uma fazenda de gado de corte

Fonte: girodoboi.com.br, em09/11/2020

AULAS DE INGLÊS GRATUITA NO YOUTUBE: ASSISTA AGORA >>

Começou a 3ª temporada do quadro Dicas do Chaker no Giro do Boi!

“Nós vamos falar sobre os números do Benchmarking 2019/20. Em cada encontro semanal nosso, eu vou colocar as conclusões, números relevantes ao desempenho e à gestão da sua fazenda de pecuária de corte”, anunciou o zootecnista, mestre em produção animal e diretor do Inttegra, Antonio Chaker.

“Hoje nós vamos falar sobre os fatores decisivos ao resultado, ao lucro da atividade pecuária”, apresentou.

“Ao longo da nossa vida, ao longo da nossa jornada, a gente percebeu que a única certeza é que as coisas mudam e seguem mudando. Por outro lado, quando alguns elementos se repetem, como valores e como os fundamentos, nós chamamos isso de conhecimento, ou seja, a produção de arroba segue crescendo ao longo da jornada, da história da atividade pecuária brasileira – isso muda e segue mudando -. agora a importância da produção da arroba segue exatamente determinando o resultado. Ou seja, o número evolui, mas o fundamento é o mesmo”, esclareceu.

“E esse fundamento, quando você cuida muito bem, quando você reconhece que ele determina o êxito e ele é presente na sua fazenda, você vai ter realmente uma chance de lucro muito grande”, garantiu.

Ou seja, aonde eu tenho que colocar o meu foco? É isso que eu quero responder para você hoje! Onde eu devo justamente colocar o meu trabalho para que eu tenha êxito?”, indagou o consultor para, na sequência, elencar os cinco fundamentos para o sucesso de uma fazenda de gado de corte.

OS QUATRO ELEMENTOS

“E o primeiro elemento dos cinco fundamentos que determinam o êxito de uma fazenda é que o lucro de uma fazenda é consequência do equilíbrio de quatro variáveis. Quatro elementos que explicam praticamente 70% do resultado de uma fazenda de pecuária de corte. O primeiro é de desembolso cabeça/mês. O segundo é ganho médio diário. O terceiro é valor de venda e quarto é a lotação. Então saiba que o êxito de uma fazenda respeita esses quatro indicadores”.

NÃO É A FAZENDA QUEM GANHA DINHEIRO! COMO ASSIM?

“Fato número dois: quem ganha dinheiro não é a fazenda, quem ganha dinheiro é o fazendeiro. Ou seja, o pecuarista que determina o lucro, e não a fazenda. Como assim? Nós percebemos que fazendas vizinhas, no mesmo solo, no mesmo clima e nos mesmos valores de compra e venda, um ganhando e o outro perdendo. Ou seja, é a atitude do líder, do dono, do pecuarista que define o êxito, independente de onde a fazenda está”.

PRODUTIVIDADE ALTA NÃO GARANTE LUCRO. MAS PRODUTIVIDADE BAIXA GARANTE PREJUÍZO

“O terceiro ponto fundamental aqui: quem produz mais não necessariamente garante o lucro. Mas todo mundo que tem lucro produz mais. Ou seja, produzir mais é decisivo para o resultado, mas ele sozinho, sem a combinação de se gastar bem, não resolve o problema. Mas tem algo muito importante que eu preciso falar para você aqui desse terceiro elemento sobre a produção. Produzir o máximo possível não garante o lucro, mas produzir muito pouco, isso sim, garante o prejuízo. Então fuja da baixa produtividade”.

FOCO NA MARGEM

“Quarto elemento para você concentrar o seu foco: foque sempre na margem. O seu trabalho é pensar de manhã, tarde e à noite como aumentar a distância entre a despesa e a receita. Baseado nessa distância entre receita e despesa que você deve elaborar o seu sistema de produção”.

RECURSOS HUMANOS

“Por último, as fazendas mais lucrativas têm equipes que produzem mais. Ao longo de todos esses anos, as fazendas em que a mão de obra cuida de mais cabeças, a mão de obra produz mais reais por ano, a mão de obra consegue entregar mais, isso é decisivo”.

“Então se concentre sempre em ter uma propriedade que respeite esses cinco fatores”, concluiu Chaker. O consultor adiantou que no quadro da próxima semana (12/11) vai destacar o potencial da atividade pecuária.




Veja Mais