Aposentadoria pode ser solicitada pelo celular; veja como

Fonte: noticiasconcursos.com.br, em29/10/2020

AULAS DE INGLÊS GRATUITA NO YOUTUBE: ASSISTA AGORA >>

Agência Brasil

Aqueles que pretendem solicitar a aposentadoria do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já podem conseguir o benefício sem precisar ir à uma agência. A solicitação pode ser feita através do site ou aplicativo Meu INSS.

A nova modalidade serve para aposentadorias por idade e por tempo de contribuição, que são aquelas que não exigem atendimento presencial.

Antes de solicitar o benefício, o segurado deve verificar seus dados no Cnis (base de dados do governo). Caso haja algum erro, haverá dificuldade na hora da concessão ou cálculo do benefício.

O segurado pode consultar o extrato previdenciário pelo Meu INSS, em “Extrato de Contribuição (CNIS)”. Encontrado algum erro nas informações, é possível fazer a retificação pelo próprio Meu INSS, porém, antes é preciso entrar em contato pelo número 135.

Como entregar a documentação

O interessado precisa realizar um agendamento através do telefone 135 ou pelo Meu INSS para assegurar a entrega da documentação. É necessário ter em mãos o número de protocolo do benefício, nome e CPF da pessoa que vai depositar o envelope na urna.

Após agendar o serviço, a pessoa será orientada a observar os seguintes procedimentos para a entrega da documentação:

  • Preencher o formulário de “Autodeclaração de Autenticidade e Veracidade das Informações”;

  • Incluir os documentos solicitados pelo INSS e o formulário de “Autodeclaração de autenticidade e Veracidade das Informações” no envelope;

  • O envelope deverá ser lacrado e identificado pelo lado de fora com nome completo, CPF, endereço, telefone, e-mail e número do protocolo do agendamento.

A urna fica disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.

Vale salientar que, a utilização do serviço de Exigência Expressa não se aplica aos pedidos de antecipação do auxílio-doença. Nesse caso, os documentos só podem ser anexados pelo Meu INSS.

“Cabe destacar que não são aceitos documentos originais e que as cópias não precisam ser autenticadas em cartório. É imprescindível, porém, que estejam legíveis e sem rasuras”, informa o INSS.




Veja Mais