Com grande público, Festival do Nasce abre as comemorações de final de ano do Governo de Andradina

Fonte: Da redação com assessoria de imprensa, em28/11/2018

Apresentações artísticas foram realizadas no Ginásio Municipal. Foto: Secom/Andradina

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

O Festival de Final de Ano do Projeto Nasce (Núcleo de Atividades Sociais, Culturais e Esportivas) lotou o Ginásio de Esporte “Agenor Francisco da Cunha”, na noite do último sábado (24), em um espetáculo de danças e performances com o tema circo.

Com a presença da prefeita Tamiko Inoue e do secretário de Cultura, Fernando Magno, as apresentações emocionaram o grande público que compareceu e aplaudiu de pé desde a decoração temática, bem como, cada detalhe de figurino e coreografias.

“Estou muito grata por ver o resultado do trabalho do ano todo, o capricho e dedicação de todos. Quero agradecer a coordenação, os professores, crianças, jovens e aos pais que levam seus filhos e acreditam em nosso trabalho”, disse Tamiko.

Balé, zumba, dança livre, dança mix, jazz, dança do ventre e dança contemporânea foram algumas das atrações apresentadas pelos alunos dos professores do Projeto, Jéssica Ruiz, Joice Garcia, Jhonatan Cadoshi, Denizi Barsante, Michel Wilson, Valquiria Madaleno, sob a coordenação do professor Daniel Romalício.

O Governo de Andradina desenvolveu o Projeto Nasce para levar mais cultura, esporte e entretenimento para todos os bairros da cidade, inclusive Planalto e Paranápolis. Oficinas foram implantadas para atender a demanda de público de cada localidade.

“Nesta noite vimos um grande exemplo do trabalho de excelência que podemos desenvolver. Vimos na organização, na postura e na disciplina dos alunos a dedicação de cada dia, e isso é gratificante. Para 2019, estamos nos programando para aumentar as opções de aulas e vagas e outras novidades, realizando cada vez mais, um projeto de resgate da autoestima da nossa população e de inclusão social”, concluiu Magno.



Compartilhar:

Veja Mais