ATC conquista o Bate Coração do Governo de Andradina

Fonte: Da redação com assessoria de imprensa, em22/10/2018

ATC vence o Santo Antonio nos pênaltis e leva título da edição 2018. Foto: Secom/Andradina

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

O Andradina Tênis Clube foi o grande campeão do Campeonato Bate Coração 2018 organizado pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Governo de Andradina, na noite desta última sexta-feira (19).

Jogando em casa, o ATC venceu o Santo Antonio nos pênaltis por 5 x 4, após empate no tempo normal de 2 x 2, e conquistou o título. O capitão José Carlos Dias Júnior recebeu a taça das mãos da prefeita Tamiko Inoue.

“Parabéns a todos por serem exemplos de prática esportiva e competição dentro do espírito olímpico”, comentou a prefeita Tamiko.

O Santo Antonio esteve perto o título ao ficar duas vezes na frente durante o jogo. No primeiro tempo abriu o placar com Cristiano e sofreu o empate de José Carlos. Já na segunda etapa, novamente Cristiano, colocou o time do tradicional bairro na frente do placar, mas voltou a tomar o empate de novo de José Carlos.

“Foi uma final emocionante, como foi todo o campeonato. Quero parabenizar especialmente a torcida, que fez de toda a competição um bonito espetáculo, além de atletas e dirigentes”, ressaltou o secretário de Esporte, Manoel Messias de Almeida, que entregou a taça de vice-campeão ao Santo Antonio.

O terceiro lugar ficou com Guaporé e o goleiro menos vazado foi Kleber Rocha do Guarani (08 gols). A artilharia ficou com Fabrício Carvalho, do ATC, com 26 gols. Eles receberam os troféus, da assessora Denise Silva, e dos ex-atletas Regino e Adelino. Houve também a participação do chefe de instrução do Tiro de Guerra, o subtenente Leonardo Minakawa.

História do Bate Coração

Inicialmente o torneio foi chamado de Campeonato Veterano e teve como idealizadores Décio Gava, Germano Blasque, Paulo Novaes, Paulinho Kai Kai, Clovis Beato, e Zé Targino, o “Zé Barbeiro”.

A competição acabou sendo batizada de Bate Coração pelo ex-atleta Doca. No ano de 1984, o primeiro campeão foi o time da Casa de Louças Três Pratos, com gol de Eduardo Otsuka.

Os três maiores artilheiros da competição foram: Alcir com 36 gols, representado o time Vila Rica, seguido de Messias com 33 pelo ATC, e fechando com Periquito com 31, também pelo Vila Rica.

Bicicleta, Fuminho, Dilmo Gava, Décio Gava e Mário Lopes entraram para a lista como os jogadores mais velhos a disputarem a competição. Destaca-se também durante a história, a transmissão das partidas por rádios que tiveram nomes importantes da narração durante esses 34 anos de existência. Entre eles, os pioneiros Edson Coutinho e os saudosos Berinelo e H.P Maia.

Compartilhar:

Veja Mais