Governo de Andradina conquista Ideb histórico com desempenho de países de primeiro mundo

Fonte: Da redação com assessoria de imprensa, em10/09/2018

Tamiko agradece diretores, coordenadores e professores pela conquista . Foto: Secom/Andradina

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

Após seu primeiro ano de mandato, a prefeita Tamiko Inoue colocou Andradina com um Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) comparado a países mais desenvolvidos do mundo.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feira (03), os dados do Ideb das escolas municipais, em 2017, ano em que Tamiko assumiu o Governo de Andradina. O resultado de 7,1 coloca as escolas da Secretaria Municipal de Educação como referência em todo o Estado de São Paulo.

Tamiko, ao lado do vice-prefeito Pedro Bentivoglio (Pedrinho), da secretária de Educação, Lucilene Novais, e de Administração, José Henrique Pastorelli, realizou reunião em seu gabinete com diretores e coordenadores para agradecer e já traçar estratégias para continuar o crescimento educacional.

Na última avaliação (2015), Andradina já tinha recebido nota 6,3, superando a meta de 6,1 prevista para aquele ano. Em 2017, o índice subiu para 7,1, muito acima até da meta de 2021 que é de 6,8, sendo o maior salto da região. Fizeram a prova cerca de 530 alunos.

“Temos um agradecimento especial a todos os professores, que são a peça principal para esse desenvolvimento de nossas crianças, desde quando da entrada na rede de ensino nas creches até a formação do fundamental”, comentou Tamiko.

O Ideb é publicado de dois em dois anos e mostra o desempenho de alunos do 1º ao 5ºano do ensino fundamental. O ótimo desempenho é resultado das estratégias estabelecidas por Tamiko, que é professora, e já esteve à frente da Secretaria de Educação, por 8 anos.

Entre eles está o investimento na formação e a capacitação de professores, atividades extracurriculares dos alunos que envolvem diversas habilidades cognitivas, como arte e cultura, oficina de iniciação desportiva, oficina de recreação e estratégias como o xadrez, alimentação adequada, interação e material didático moderno e centrado nas necessidades atuais das crianças.

Segundo explica a secretária, Lucilene Novais, a rede municipal de ensino participa do PNAIC – Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa desde 2013 e formaram os professores do 1º ao 3º ano que trabalharam com os alunos que realizaram a Prova Brasil de 2017.



Além disso, o município oferece aulas de acompanhamento escolar e reforço, projetos que incentivam a prática de esportes e a cultura, e especialmente os quintos anos, além do projeto de reforço participa do Projeto Descritores, destinado a preparação para as provas avaliativas.

O Governo de Andradina realiza pontualmente formação com professores do 5º ano abordando principalmente as modalidades de leitura e o desenvolvimento das habilidades para matemática.

Outra medida já adotada há alguns anos é a divisão de professores para o trabalho por área de conhecimento, ou seja, os alunos possuem professores distintos para Língua Portuguesa e Matemática.

Compartilhar:

Veja Mais