Tamiko participa de projeto que vai conscientizar crianças sobre o risco do uso de cerol

Fonte: Da redação com assessoria de imprensa, em03/09/2018

Foto: Secom/Andradina

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

O Governo de Andradina em parceria com a concessionária Via Rondon, Diretoria Regional de Ensino, Conselho Tutelar e Polícia Militar Rodoviária iniciaram nesta segunda-feira (03) o Projeto Pipa Legal.

A ideia é conscientizar para que a tradicional brincadeira não acabe gerando transtornos e visa prevenir acidentes que acontecem principalmente com ciclistas e motociclistas nessa época do ano.

Além dos professores da rede municipal e estadual de ensino, participaram do evento realizado na Diretoria de Ensino, a prefeita Tamiko Inoue, o vice-prefeito Pedrinho Bentivogio (Pedrinho), a Dirigente Regional de Ensino, Selenia Winter de Melo e a secretária de Educação, Lucilene Novais dos Santos.

Representando a Via Rondon estava o supervisor de Tráfego, Ricardo Nascimento. Os policiais militares, responsáveis pela palestra foram o comandante do 3º Pelotão da Polícia Rodoviária da Polícia Militar, 1º Tenente Alexandre Teruel de Melo, o cabo Everton dos Santos Ferreira e o cabo Alex Willian de Souza.

“O uso do cerol apesar de proibido ainda é um problema. É importante que ações como essa sejam feitas para conscientizar a população quanto aos riscos tanto para as crianças como dos ciclistas e motociclistas”, explicou a prefeita Tamiko Inoue.

Segundo explica Lucilene os professores irão desenvolver junto aos alunos e responsáveis momentos de reflexão e conscientização do perigo do uso do cerol ou da linha chilena na brincadeira.

Outras ações estão previstas para o desenvolvimento do projeto e serão divulgadas nos veículos de comunicação.

CUIDADOS

De acordo com a lei 10.017/98 é proibida a fabricação e a comercialização de cerol, mistura de cola e vidro moído utilizada nas linhas das pipas. E a lei 12.192/06 proíbe o uso ou de qualquer produto semelhante. A infração gera multa e, se o infrator for menor de idade, os pais são os responsáveis.

É importante que as crianças sejam instruídas para que a brincadeira seja restrita apenas a lugares abertos como praças, assim as rabiolas não se enrosquem nos fios de eletricidade, além disso, mesmo sem o cerol, a linha esticada pode causar acidentes em ciclistas e motociclistas.



Compartilhar:

Veja Mais