Encontro na Artesp discute melhorias em acessos de Andradina

Fonte: Secom/Prefeitura, em01/08/2018

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

A prefeita Tamiko Inoue esteve, na manhã desta terça-feira (31) na sede da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado), em São Paulo, onde expos a situação problemática recentemente enfrentada pelo município e algumas empresas localizadas às margens da rodovia Marechal Rondon, na altura KM 639, no perímetro urbano.


No local foram colocadas defensas metálicas (guard rail) que praticamente impediram o acesso a essas empresas, bem como obstruíram uma passagem de via pública.


A prefeita foi recebida pelo diretor de operações da Artesp, Alberto Silveira Rodrigues, e estava acompanhada do secretário de Obras e Infraestrutura, Ernaldo Calvoso e do secretário de Negócios Jurídicos, Leonardo de Freitas. Houve também a presença dos empresários José Carlos Meza, Marcelo Meza, Milton de Paula Vieira, Dirky Souza Luyten, que geram cerca de 60 empregos, e foram afetados pela medida.


No encontro foram discutidas alternativas para o problema enfrentado que devem atender não apenas as necessidades de segurança viária, mas também, a continuidade da operação das empresas naquele local, algumas delas instalada ali por décadas. A solução passa pela construção de uma pista marginal, que há anos está prometida pela concessionária ViaRondon que administra a rodovia.


Tamiko foi informada pelos técnicos da Artesp que esta obra está em fase de licenciamento ambiental com previsão de início para fevereiro de 2019. A pista marginal é uma obrigação da ViaRondon prevista no contrato de concessão e que deveria estar concluída já em 2018.


Na oportunidade, Ernaldo cobrou o andamento de outros projetos já autorizados pela Artesp e que não foram ainda executados pela concessionária, tais como os novo dispositivo de entrada e saída na confluência da rua Antonio Modesto Filho com a SP-300 – próximo ao Parque Empresarial I e do outro lado da SP-300 que prevê a construção de uma rotatória para organizar o trânsito da estrada municipal que vai para o Timboré e a marginal da Rondon.


Ambos os lados vão utilizar a passagem pela SP-300 já implantada.


Segundo explica Tamiko o balanço da reunião foi positivo, mas um novo encontro deverá acontecer em breve, após a análise pelo Tribunal de Justiça de um recurso apresentado pela empresa concessionária contra uma liminar obtida pelo município para a remoção parcial dos guard rails.

Compartilhar:

Veja Mais