Saúde Mental de Andradina participa de capacitação

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em28/03/2018

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPSI e AD) da Secretaria de Saúde do Governo de Andradina, que fazem parte da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), participaram da “V Jornada Nacional de Emergências Psiquiátricas” que aconteceu no Centro de Convenções Frei Caneca em São Paulo, na última semana.

As equipes debateram com profissionais renomados de todo país sobre os temas: Saúde Mental e emergências na população carcerária; Setembro Amarelo; psicofobia; abuso de substâncias; técnicas psicoterápicas nas emergências e ainda, emergências psiquiátricas e Saúde Mental da mulher, como forma de trocar experiências e aprimorar a prestação de serviços relacionados ao setor.

“Nosso objetivo é melhorar cada vez mais o atendimento, estando mais próximos e acessíveis a estas pessoas que necessitam de cuidados, seja devido a transtornos mentais ou no uso decorrente de álcool e outras drogas. Cada curso, capacitação ou encontro, geram novas e melhores idéias que transformam a realidade de muita gente”, comentou o secretário da pasta, Marcelo Gimenez.

Participaram do evento as psiquiatras do CAPS I, Dra. Fernanda Ramos Serizawa Dourado, e do CAPS AD, Dra. Patrícia Afonso de Almeida, o médico responsável pela Estratégia da Saúde da Família, Dr. Amyr Zalnieruskynas Camilo Vieira e as enfermeiras, Anna Carla Bento Sabeh (responsável Pronto Socorro Municipal), Elisangela do Nascimento Rodrigues (responsável CAPS AD) e Maria José dos Santos Silva, a Zezé, (responsável CAPS I).

Rede de Atenção Psicossocial - Instituída pela Portaria nº 3.088, de 23 de dezembro de 2011, a RAPS tem como base os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), e trabalha com um modelo de atenção em saúde mental a partir do acesso, da promoção de direitos das pessoas baseada na convivência dentro da sociedade.

A Rede ainda tem como objetivo articular ações e serviços de saúde em diferentes níveis de complexidade ampliando o acesso da população à atenção psicossocial através do acolhimento, acompanhamento contínuo e atenção às urgências e emergências, de forma a promover vínculos e garantir os direitos das pessoas que precisam de tratamento.

Os CAPS de Andradina trabalham para valorização e reinserção social dos pacientes, através do trabalho, lazer, exercício dos direitos e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

“É importante procurar o serviço de saúde mais próximo e que atenda a região onde a pessoa vive. Isso ajuda a criar um cuidado em conjunto com a família e amigos”, ressaltou Zezé.


Compartilhar:

Veja Mais