Governo de Andradina continua reforçando ações contra a dengue

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em08/12/2017

Coordenador de Endemias orienta população juntamente com agentes na Semana Estadual de Mobilização Social contra o Aedes aegypti. Foto: Divulgação/Prefeitura

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

O setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Governo de Andradina realizou de 4 a 8 de dezembro atividades relacionadas à Semana Estadual de Mobilização Social contra o Aedes aegypti. Nesta sexta-feira (08) foi o dia D da campanha com encerramento e concentração das equipes na Vila Botega.

 De acordo com o coordenador Rosivaldo de Paula, entre as ações realizadas nesta semana o setor intensificou o combate à dengue com trabalho casa a casa e a eliminação possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, juntamente com as equipes de estratégia de saúde da família de cada região.

“Apelamos para que os munícipes que, primeiro, recebam as agentes, o trabalho delas é de total importância para o bem estar e a vida de todos. Depois que se conscientizem, pois o mosquito se quer irá nascer se não dermos a oportunidade. Vamos ficar alertas”, disse Rosivaldo.

As visitas visam orientar e estimular os responsáveis pelos imóveis a adotar os cuidados necessários e executar medidas de controle indicadas para cada situação encontrada.

 Além disso, identificam recipientes que apresentem larvas, eliminando criadouros também em terrenos baldios, vistoriam imóveis desabitados por dentro e por fora como preconiza o Ministério da Saúde, orientando sobre os sintomas e os riscos da Dengue, Leishmaniose, proliferação de escorpiões e o uso dos produtos alternativos como o sal, detergente e água sanitária.

Vale lembrar que os cuidados são diários e a busca ativa deve ser realizada nas áreas interna e externa dos imóveis, principalmente em ralos de cozinha, banheiros, área de serviço, caixas de gordura, batentes de portas e janelas, caixas e pontos de energia.

Nas áreas externas os locais propícios à ocorrência e proliferação de escorpiões, por exemplo, estão em empilhamento de madeiras, tijolos, telhas, terrenos baldios.

Compartilhar:

Veja Mais