Família de jovem que teve testa tatuada é ameaçada

Fonte: Band, em12/06/2017

Foto: Reprodução

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: 10% OFF na sua primeira compra na Icabelos! (Clique e use no carrinho cupom BOASVINDAS10 - até 31/12)

A família do adolescente que teve a testa tatuada por dois homens em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, disse que está sendo ameaçada. O garoto de 17 anos estava desaparecido desde 31 de maio, mas foi encontrado pelo tio no sábado.

Vando Rocha é ajudante geral e cria o menino junto com a avó, já que, segundo ele, os pais não têm condições. Em entrevista à BandNews FM, Vando confirmou que o menino usa drogas e que tem problemas mentais.

"Agora ele está consciente e caindo na real do que aconteceu realmente. Ele tem um distúrbio de aceleração, é inquieto e não consegue ficar parado. Tem uns problemas com droga", explicou.

Vando também contou que não conseguiu assistir ao vídeo que circula na internet. "Não aguentei. Ele é meu sobrinho, quis chorar na hora, sabe? Eu vi as fotos e de imediato fui atrás dele, procurá-lo", disse.

Vaquinha online

Uma campanha online para custear a remoção da tatuagem e um tratamento psicológico para o adolescente foi montada pelo coletivo Afroguerilha. A meta da vaquinha era arrecadar R$ 15 mil. Até o encerramento desta reportagem, a campanha já havia arrecadado mais de R$ 16 mil.

A família afirmou que o jovem sofre de dependência química e tem problemas mentais.

Crime gravado

O jovem, acusado pela dupla de roubar uma bicicleta de um homem sem perna, teve sua testa tatuada na manhã da sexta-feira e o momento foi registrado e postado nas redes sociais pelos agressores.

No primeiro vídeo, Maycon Wesley obriga o menino a "pedir" uma tatuagem com a palavra "ladrão". O comparsa, que filmava o momento, grita: "vai doer". No outro registro, a dupla faz o menino contar que tentou roubar a bicicleta de um "homem que trabalha no farol" e que não tem perna. Aos risos, os homens fazem o menino mostrar sua tatuagem e perguntam se ele gostou.

Os dois homens que tatuaram a frase “Eu sou ladrão e vacilão” na testa do adolescente de 17 anos continuam presos. Eles foram autuados pelo crime de tortura.

Compartilhar:

Veja Mais