Ônibus devem parar em SP a partir da 0h desta sexta, diz sindicato

Fonte: RedeTV, em27/04/2017

Foto: Divulgação

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: 10% OFF na sua primeira compra na Icabelos! (Clique e use no carrinho cupom BOASVINDAS10 - até 31/12)

O Sindicato dos Motoristas e Trabalhados em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo confirmou ao portal da RedeTV! adesão total à greve geral prevista para esta sexta-feira (28) contra as reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo de Michel Temer. 

A assessoria, no entanto, negou que a paralisação dos ônibus vá acontecer a partir das 22h desta quinta. "Não somos irresponsáveis, a paralisação vai acontecer às 0h. A estratégia é só parar a circulação dos ônibus quando voltarem para às garagens depois da última viagem, que acontece às 23h", disse.

Ainda conforme a assessoria, os trabalhadores devem se reunir na noite de hoje para discutir os detalhes da greve.

Apesas da adesão da categoria, o sindicato fez questão de ressaltar que o serviço de atendimento Especial, Atende, destinado às pessoas com deficiência física, não será paralisado.   

Em razão da greve, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes afirmou em nota que pretende tomar uma série de medidas para garantir o direito de ir e vir dos moradores de São Paulo.

A primeira delas será a liberarão do rodízio pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), além da Zona Azul, o uso das faixas de ônibus e dos corredores para veículos como táxis, fretados e carros com mais de um passageiro. Vale lembrar que a suspensão do rodízio será apenas para os carros enquanto as restrições de circulação para caminhões seguem valendo normalmente.

Veja o posicionamento de outras categorias sobre a greve:

Metrô

Os metroviários informaram que vão parar suas atividade amanhã.  A decisão foi aprovada na assembleia na última terça-feira (11), mas não deram detalhes sobre como o ato será organizado. Uma nova assembleia foi marcada para esta quinta (27).

Trens

Os ferroviários da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) confirmaram adesão à greve geral. Os trabalhadores das linhas 7-rubi, 8-diamante, 9-esmeralda, 10-turquesa, 11(Luz-Estudantes) e 12-safira (Brás-Calmon Viana) devem parar.

Aviação

Em assembleia, os aeroviários de Guarulhos aprovaram aderir à greve de 24 horas desta sexta.

Bancos

Os bancários também decidiram paralisar suas atividades nesta sexta.

Escolas

Segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), as escolas das redes municipal e estadual da capital e de 29 cidades devem parar nesta sexta.

Saúde

Postos e hospitais não devem aderir à greve a funcionarão normalmente. Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde diz que não pode suspender um serviço essencial.

 

Compartilhar:

Veja Mais