Moradora recorre à Justiça contra sujeira em terreno de prefeito

Fonte: Da redação, em20/01/2015

Situação de lote pertencente a Chicão Momesso tem incomodado vizinha. Foto: Divulgaçõa

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: O milagre da manhã com super desconto!

Em pleno período de chuvas e expectativa de explosão de casos de dengue, conforme preveem autoridades de saúde em todo o país, uma moradora de Mirandópolis acaba de ingressar na Justiça com uma ação contra pessoa que, pelo menos naquela cidade, deveria dar exemplo no cuidado de imóvel próprio, para evitar a proliferação de doenças: o prefeito Chicão Momesso (PP). As informações são do portal Araçatuba News.

De acordo com despacho do juiz Renato Hasegawa Lousano, a autora da ação é proprietária do imóvel urbano, situado na rua André Morales, no Jardim Esplanada, o qual faz divisa, lateralmente, com a propriedade pertencente ao prefeito. Ela reclama que a situação do imóvel vem lhe prejudicando, uma vez que há muito entulho e grama alta no local.

“Fato que facilita a procriação de insetos, ratos, escorpiões, entre outros. Além disso, a água que fica acumulada na guia de sarjeta do terreno pertencente ao réu, acarreta mau cheiro, incomodando e prejudicando o bem-estar no lar da requerente”, destaca o juiz em seu despacho. “Diante disso, pretende a autora que seja o réu condenado a proceder a limpeza do terreno, aparando a grama e consertando a calçada, impossibilitando o acúmulo de água, em prazo a ser fixado em sentença e sob pena de multa”.

Para resolver o problema da moradora, o juiz marcou para as 13h40 do dia 19 de março, uma audiência de conciliação entre a moradora que reclama do terreno abandonado e o prefeito Chicão Momesso. Em caso de descumprimento da decisão que vier a ser tomada, ele poderá ser penalizado em R$ 2 mil, conforme valor estipulado para a ação, em trâmite no juizado especial de Mirandópolis.

De conhecimento do fato, moradores da cidade dizem que vão acompanhar o caso, uma vez que existe a possibilidade de o terreno ser limpo antes mesmo da audiência marcada para março. Também será observado se o município colocará funcionários e maquinários da Prefeitura na limpeza da área, o que poderia configurar improbidade administrativa por parte de Chicão Momesso.

 

Compartilhar:

Veja Mais