Governo de Andradina anuncia restrições ao funcionamento do comércio, rodoviária e hotéis contra coronavírus

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em20/03/2020

O Governo de Andradina seguindo a recomendação ministerial da 1ª Promotoria de Justiça de Andradina anunciou nesta sexta-feira (20), novas medidas de precaução a expansão do coronavírus (COVID-19).

Com 10 casos suspeitos de andradinenses isolados dentro de casa, conforme boletim atualizado da Vigilância Epidemiológica, o decreto suspende da próxima segunda-feira (23) até o dia 5 de abril, o atendimento público na Prefeitura e em estabelecimentos comerciais devendo as lojas de serviços não essenciais estarem fechadas, inclusive o terminal rodoviário com a proibição de vendas de passagens, e também a entrada e novos hóspedes nos hotéis.

A sanção também se aplica a clubes, academias, escolas esportivas, casas de eventos e shoppings. Bancos e cartórios extrajudiciais devem atender mediante agendamento.

Segundo o decreto ficam liberados para funcionamento apenas estabelecimentos que prestam serviços essenciais a população como farmácias, supermercados, açougues, padarias, postos de combustíveis, distribuidoras de gás e água e lojas de conveniência. Restaurantes e lanchonetes ficam autorizados a funcionar apenas com serviços de entrega (delivery).Nas feiras livres fica proibido o consumo de alimentos. Salões de cabeleireiro, esmalterias, clínicas estéticas e afins devem promover serviço individualizado para pessoas que não estejam com qualquer sintoma gripal.

A medida também suspende pelo mesmo período o corte no fornecimento de água e luz e a cobrança do estacionamento rotativo (zona azul).

Os estabelecimentos comerciais e industriais com mais de 50 funcionários ficam obrigados a apresentar um Plano de Contingência à Secretaria de Saúde e Higiene do Governo de Andradina com escalonamento para os horários de entrada e saída e de refeições para evitar o acúmulo de pessoas.

Segundo o secretário de Negócios Jurídicos, Leonardo de Freitas, o decreto traz na íntegra a recomendação do Ministério Público e que o Governo de Andradina entende ser necessária para a saúde dos andradinenses.

“A situação trata-se de uma pandemia que está matando pessoas em todo o mundo e em Andradina não queremos colocar vidas em risco. Pedimos para a população não entrar em pânico e ir todos aos supermercados. Lembramos que estes estabelecimentos não entram na lista de restrições. Também pedimos que um membro da família vai ao mercado, ou ao açougue e farmácia para os outros integrantes da casa também. E que ajudem até um idoso que more perto, pois a solidariedade é o princípio da vida humana”, comentou Leonardo.

O secretário de Administração, Antônio Sérgio da Fonseca Filho, comentou que antes da publicação do decreto se reuniu com a presidência da Associação Comercial e do Sincomércio para anunciar as medidas e ressaltar que o município pretende continuar trabalhando em conjunto para o fortalecimento da categoria.

“Situações extremas exigem medidas extremas. Sabemos dos impactos econômicos, mas agora temos que pensar em vidas humanas. Andradina fechou o ano de 2019 como a cidade que mais gerou emprego na região e tenho certeza que passando esta fase crítica que o mundo inteiro está passando, vamos conseguir retomar o crescimento porque a perspectiva futura da cidade é promissora”, disse.

O assessor especial, Hygor Grecco, advogado que está atuando diretamente junto a Secretaria de Saúde, relatou que o Governo de Andradina está atuando também conforme o protocolo de segurança estabelecido pela Vigilância Epidemiológica. Também atuou na elaboração do decreto e esteve presente no anúncio o assessor especial, Giovani Martinez.

O decreto na íntegra está disponível para consulta no site oficial do município (www.andradina.sp.gov.br), que também disponibiliza diariamente o boletim atualizado com os casos de coronavírus na cidade.



Veja Mais