Governo de Andradina debate ações com nova diretoria da Univesp

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em01/02/2019

Foram debatidas ações para impulsionar ainda mais o polo de Andradina com o novo presidente, Rodolfo Jardim Azevedo e equipe - crédito: Secom/Prefeitura

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: O milagre da manhã com super desconto!

A equipe do Governo de Andradina conheceu na tarde de quarta-feira, a nova diretoria da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Junto com o novo presidente, Rodolfo Jardim Azevedo, doutor na área da Ciência da Computação, foram debatidas ações para impulsionar ainda mais o polo de Andradina.


“É bom ver o engajamento de equipes como a de vocês que buscam iniciativas para melhorar o atendimento ao aluno Univesp”, comentou Rodolfo, nomeado para o cargo no último dia 24 e que teve esta reunião com a equipe de Andradina como a sua primeira com um polo regional.


A professora da Univesp, Simone Telles, disse que pretende abrir um canal direto com as orientadoras dos polos para garantir a qualidade de ensino e o atendimento ao aluno. “Vamos trabalhar com uma comunicação interna direta entre os mediadores e orientadores de cada polo para acompanharmos o andamento e atuar com dinamismo nas resoluções das questões que contribuem para o processo ensino-aprendizagem”, disse.


O gerente de apoio à Administração de Ensino Superior, Bruno Diniz, enalteceu o investimento feito pelo Governo de Andradina no polo e disse que pretende usá-lo como referência de engajamento de uma cidade realmente preocupada com a educação superior de sua população.


O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Edson Benatti, elencou os desafios e disse que no retorno das aulas no dia 25 de fevereiro pretende manter o nível de excelência aos alunos.
 “A prefeita Tamiko Inoue que sempre atuou na área da educação nos deu a missão de fazer com que a Univesp, como a primeira universidade pública de Andradina, faça a diferença na vida das pessoas”.


O secretário de Turismo, Hugo Zamboni, que atuava na pasta do Desenvolvimento quando a Univesp foi aberta, falou da necessidade de novos professores mediadores ao longo do ano e sugeriu uma aproximação com a Etec para resolver a questão.

Já o secretário de Comunicação, Juliano Silva, listou todo o investimento feito pelo Governo de Andradina no polo, cerca de R$ 400 mil, que conta com 154 alunos nos cursos de Matemática, Engenharia da Computação, Engenharia de Produção e Pedagogia.



Compartilhar:

Veja Mais