Governo de Andradina realiza aulão do Enem através do Cursinho Diferencial

Fonte: Da redação com assessoria de imprensa, em05/11/2018

Prefeita Tamiko deseja boa sorte a alunos de projeto que oferece cursinho gratuito em Andradina. Foto: Secom/Andradina

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: Dica de leitura: SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo. Compre agora!

O Governo de Andradina através da Secretaria Municipal de Educação realizou, na noite desta quinta-feira (01), o “aulão” de revisão dos principais tópicos cobrados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) na Câmara Municipal de Andradina.


As provas do Enem acontecem nos dias 4 e 11 de novembro, dois domingos consecutivos. Na sexta-feira (09) acontece o segundo aulão, também na Câmara.


A prefeita Tamiko Inoue desejou boa sorte aos participantes do exame. “Com o auxílio do cursinho e dedicação dos alunos é possível ingressar em uma boa faculdade”, comentou a prefeita.


Segundo explica a secretária de Educação, Lucilene Novais, o aulão é a oportunidade de revisar conteúdos recorrentes e receber dicas para a realização das provas.


“Baseados numa análise estatística das provas do exame, e em técnicas avançadas de adivinhação, os professores do projeto apresentarão aulas pequenas e dinâmicas sobre conteúdos com grande chance de serem cobrados, conferindo uma vantagem na prova para os presentes”, completa Lucilene.


O Cursinho Diferencial é oferecido gratuitamente aos jovens do nosso município no período noturno na escola Anna Maria M. Nunes, sendo uma parceria entre o Governo de Andradina e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Campus UNESP de Ilha Solteira.


O projeto oferece acesso às aulas preparatórias de alto nível gratuitas que possibilitam o ingresso nas melhores faculdades. Além do material didático de qualidade, a principal característica do Cursinho é oferecer troca de conhecimentos e informação.


Atualmente o Governo de Andradina através das pastas de Educação e Administração investe anualmente no projeto cerca de R$ 250 mil por ano, em transporte e bolsa para 20 professores que são alunos da Unesp, além de uma viagem cultural realizada a um diferente ponto do país.

Compartilhar:

Veja Mais