Jamil consolida doação de área para instalação do prédio da Justiça Federal

Fonte: Da redação com Assessoria de Imprensa, em23/03/2016

Jamil assina junto com superintendente do Patrimônio da União em São Paulo, Claudia Fellice, o documento de outorga de doação de com área total de 2.278,50 m² na Avenida Barão do Rio Branco com a rua 13 de Maio. Foto: Divulgação/Prefeitura

O prefeito Jamil Ono (PT) consolidou na manhã desta terça-feira (22), em São Paulo, junto a Secretaria do Patrimônio da União ligada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a doação do terreno que irá abrigar a sede própria da Justiça Federal em Andradina.

Jamil assinou junto com a superintendente do Patrimônio da União em São Paulo, Claudia Fellice, o documento de outorga de doação de dois terrenos urbanos, com área total de 2.278,50 m², situados na avenida Barão do Rio Branco esquina com a rua 13 de Maio.

Jamil destacou a importância da ação inédita para o município e região já que a Justiça Federal sempre esteve em busca de um local próprio. Hoje o atendimento é feito em um prédio alugado a rua Santa Terezinha em frente a praça Moura Andrade, e anteriormente esteve onde hoje funciona a Secretária de Saúde e Higiene.

“Esta doação consolida a instalação da Justiça Federal em Andradina como um órgão fundamental para sociedade e que beneficia toda a região”, comenta o prefeito Jamil ressaltando que o local escolhido fica entre o Poupatempo e o Centro Cultural Pioneiros, uma área centralizada e nobre da cidade que facilita ainda mais o atendimento ao cidadão.

Outro ponto ressaltado por Jamil é o fortalecimento de Andradina como cidade-polo, já que a Justiça Federal abriga a Vara Única Federal e o Juizado Especial Federal que atende 41 municípios e uma população de cerca de 800 mil pessoas.  

“Nos últimos anos houve um fortalecimento da cidade e a garantia de acesso a vários serviços públicos e ter a Justiça Federal em Andradina nos credencia como uma cidade que vem buscando o desenvolvimento inclusive”, comenta Jamil.

Além de Andradina, o Juizado Especial Federal atende os municípios de: Alto Alegre, Aparecida D'Oeste, Araçatuba, Auriflama, Avanhadava, Barbosa, Bento de Abreu, Bilac, Birigüi, Braúna, Brejo Alegre, Buritama, Castilho, Clementina, Coroados, Gabriel Monteiro, General Salgado, Glicério, Guaraçaí, Guararapes, Guzolândia, Ilha Solteira, Itapura, Lavínia, Lourdes, Luiziânia, Marinópolis, Mirandópolis, Muritinga do Sul, Nova Independência, Penápolis, Pereira Barreto, Piacatu, Rubiácea, Santo Antonio do Aracanguá, Santópolis do Aguapeí, São João de Iracema, Sud Mennucci, Suzanápolis, Turiúba e Valparaíso.

O Juizado Especial Federal de Andradina tem o atendimento voltado às causas relacionadas à Previdência e à assistência social e tem a maior parte da população atendida composta por idosos, pessoas de baixa renda, portadores de deficiência ou mobilidade reduzida, tendo no seu quadro egrégios como os juízes federais Felipe Raul Borges Benali e Bernardo Julius Alves Wainstein.

Participou também do ato o secretário de habitação, Eduardo Hara, a assessora jurídica, Rosângela Alves dos Santos e a assessora Delyana Melegassi Costa.


 

Compartilhar:


Veja Mais