Bancos de Andradina pedem prazo para se adequar a horário especial de atendimento a idosos e gestantes

Fonte: Da redação, em07/05/2015

Foto: Arquivo/Andravirtual

LEITOR ANDRAVIRTUAL TEM DESCONTO ESPECIAL: O milagre da manhã com super desconto!

As agências bancárias de Andradina pediram 90 dias para se adequarem ao novo horário especial de atendimento a idosos, gestantes, aposentados, pensionistas e pessoas com algum tipo de necessidades especiais. O novo horário - das 10h às 11h entrará em vigor em agosto. O novo horário atende a lei municipal sancionada no final do mês passado pelo prefeito Jamil Ono (PT).  As informações são do Jornal O Liberal Regional.

A lei foi uma propositura do vereador Edgar Dourado. "Vamos ter de esperar 90 dias, mas o que é 90 dias se comparado ao tempo que esse pessoal demora numa fila em dias de atendimento comuns? O importante é que a lei foi sancionada e essa turma será beneficiada. Parabéns a todos nós", disse o vereador.

A LEI
De acordo com a lei, as instituições financeiras estabelecidas em Andradina deverão prestar atendimento exclusivo para aposentados, pensionistas, idosos (segundo estatuto do idoso), gestantes e pessoas com deficiência das 10h às 11h, de segunda a sexta-feira.

O atendimento ao público em geral continuará em horário normal, das 11h às 16h. Ainda segundo o texto do projeto, durante o período estabelecido, deverá permanecer o mínimo de um caixa em atendimento destinado a serviços de pagamentos e recebimentos, devendo ser obedecido o tempo de espera conforme legislação municipal vigente.

A reportagem do Liberal Regional, durante o tramite do projeto de lei pela Câmara de Vereadores, entrevistou a presidente do Sindicato dos Bancários de Andradina e Região, Simone Gerosa, que disse estar solidária com o projeto de lei e se colocou à disposição para ajudar na negociação. "A categoria sempre pleiteou a volta ao que chamávamos de dois turnos para os funcionários concorrendo assim para mais contratações o que deixaria de gerar estresse para o trabalhador e para o cliente". 

A sindicalista frisou que a categoria sempre quis que o horário de atendimento fosse das 9h às 16 horas.

O vereador explica que o não cumprimento das disposições sujeitaria o infrator a sanções, na medida em que houver reincidências. "A adoção desse horário especial e exclusivo de atendimento beneficiaria todos os usuários dos serviços bancários com a diminuição das filas e, consequentemente, do tempo de espera para o atendimento", afirma Edgar.

O vereador lembra que a lei não altera o expediente já existente nas agências, mas apenas garante uma hora de atendimento exclusivo a uma parcela dos munícipes. "Além disso, com a flexibilização do horário de atendimento bancário, certamente haverá a diminuição do fluxo de veículos na área central".

Compartilhar:

Veja Mais